<...UNKOWN...>

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

<...UNKOWN...>

Mensagem por Adrian-Chaos em 9/1/2016, 17:39

UnKnOwN ExIsTeNcE

Ultima chamada: Neckro city!
20 minutos restantes...

O silencio que antes reinava transforma-se em um forte barulho de passos,caminhando de um lado a outro. Passos acelerados, corridos. Passos de pessoas que,ao serem vistas, dão ar de importância, de sofisticação, de serem "Pessoas importantes" de certo modo. Mesmo assim, se olhar atentamente poderá perceber o quão vazios são estes passos. O quão duros e desprovidos de afeto são... O quão largados são os passos, como se as pessoas quisessem se libertar deles para poder seguir seu caminho, não os utilizando como se tivessem alguma importância. As pessoas não caminham, se libertam do local que antes pertenciam e vão a outro sem sequer parar para pensar no significado maior de tal coisa. Mas afinal: Qual a importância de um simples passo? É isto que as crianças diziam, respondendo a mãe sobre o discurso que acabara de recitar. "Pessoas vazias são assim", é o que toda vez lhes respondia a matriarca da família Darkkus, quanto as aos seus filhos toda vez que faziam esta pergunta. Aparentemente, até hoje, ao passarem pela linha de trem lotada de pessoas, os irmãos Darkkus ainda não compreendem a frase que lhes foi dita a anos atrás...

Uma menina e um menino estavam encima de um vagão de trem, sentados em uma pilha de caixas de madeira inutilizadas. A menina, deitada encostada nas caixas, era meio alta, magra, de cabelos brancos e olhos dourados. Já o menino, sentado em uma das caixas, estava pensativo olhando ao horizonte. Ele era meio baixo, magro, com cabelos negros, olhos azuis e feições femininas. Darkness respira fundo, espreguiçando-se e caindo para trás. Esboça em sua face um sentimento de alívio, de realização... Sua irmã então o pergunta o porque de ele estar daquela forma se não estava nem um pouco satisfeito desde que começou a viagem. Ele pensou que poderia ser o fato de eles estarem descendo do trem, já que Darkness odeia viagens longas, mas por sua expressão alegre, não somente de alívio, logo esta opção estaria descartada. Ele então abre um enorme sorriso e responde, com uma voz bem agitada, algo não muito comum dele: -Meu poema! Finalmente terminei! E ficou lindo! Uma verdadeira obra-prima! Vou guarda-lo comigo para sempre! -Fala extremamente agitado enquanto beija e abraça seu velho e amassado bloco de notas. Ele planejava larga-lo e comprar um novo caderno a muito tempo: Maior, mais bonito, com o dobro, não, o quadruplo de folhas! Porém, toda vez que falava nisso, lembrava que sua mãe que tinha lhe dado este caderno, o que é, na verdade, a unica coisa que o faz guarda-lo até hoje. Chaos o olha com um olhar de indiferença: -Err... Só isso? Pensei ser algo importante...- Chaos sabia o quão importante aquilo era para Darkness, só estava brincando com ele. Mesmo assim, Darkness ficou ligeiramente irritado com o comentário maldoso de sua irmã mais velha, mas de qualquer forma os dois começam a rir e ignoram o ocorrido.

O local estava muito calmo, como esteve desde o começo da viagem, porém, ao escutar o barulho estridente do apito do trem, Chaos percebe que já passou-se muito tempo, e diz a Darkness que deveriam descer antes que a locomotiva partisse.

Já partiu- Diz Darkness, zombando do senso de tempo de sua irmã, enquanto ria da situação. Chaos diz então,meio irritada e envergonhada pelo que disse, para os dois pularem rápido, enquanto ainda houvesse tempo de cair em segurança. Darkness acena com a cabeça, consentindo com o que Chaos tinha acabado de dizer.

Chaos e Darkness pulam então do trem,caindo em cima de uma viga de aço.Depois de descerem,os dois se assustam,pois repentinamente escutam um barulho ensurdecedor de sirenes de ambulância...

"aS lUzEs Se ApAgAm EnQuAnTo As TrEvAs InIcIaM uMa ReVoLtA SiLeNcIoSa CoNtRa AqUeLeS pOuCoS dOs QuAiS vOcÊ sE iMpOrTa"


MY ONLY TRUTH IS UNKNOWN...

avatar
Adrian-Chaos
Justiceiro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: <...UNKOWN...>

Mensagem por Adrian-Chaos em 11/1/2016, 22:44

UnKnOwN LiFe

O beco da nossa antiga rua está mais longo, não?
17 minutos restantes...

O dia estava escurecendo rapidamente, o tom alaranjado do por-do-sol dominava as várias ruas e becos de Neckro, e a lua já estava bem visível no céu nublado coberto em uma neblina espessa. Chaos e Darkness olhavam de um lado para o outro, procurando o local de origem de onde vinha este som de sirenes. Eles procuraram por um tempo, subindo e descendo ruas, mas não conseguiram encontrar nada que pudesse ser a fonte do barulho. Cansados, os dois param por um tempo, sentando-se na beira da calçada de uma rua deserta.

-Por que estamos fazendo isso mesmo?- Pergunta Darkness. Chaos diz que não sabia mas, por algum motivo, sentiu-se estranha e decidiu por descobrir de onde vinham aquele som esquisito: No começo, eles pensaram ser um barulho de sirene comum, vindo de alguma ambulância ou viatura policial, mas, estranhamente, aquele som causava-lhes um desconforto enorme, como se seus peitos estivessem prestes a explodir e como se suas cabeças estivessem sendo expremidas lenta e dolorosamente. Aquele sentimento parou depois de um tempo, porem, havia algo a mais de estranho naquela situação, eles pareciam ser os únicos a sentir aquilo. Ninguém daquela região parecia ter reagido a aquilo e, mesmo depois de questionados, diziam não ter percebido nada além do habitual. Os dois rapidamente perceberam que nenhuma outra pessoa tinha tido a mesma sensação ou, pelo menos, escutado o barulho e, não importa o quanto continuassem a perguntar-lhes, ninguém acreditaria ou se importaria o suficiente para dispor-se a ajudar.

3 minutos haviam se passado, e os dois decidem ficar na beira de uma das calçadas de Naraku, a rua que antigamente era considerada a mais movimentada da cidade. Eles não conseguiam saber o que estava acontecendo em relação aquela sirene amedrontadora, e Darkness parecia estar com medo daquela situação estranha.-Não fique assim, cara- O enorme silencio que reinava anteriormente é quebrado pela voz de Chaos- Eu sei que as coisas que estão acontecendo conosco desde que saímos daquela cidade esquisita estão mexendo com sua mente, mas tipo, cara, sei lá... Deixa isso de lado. Temos mais coisas pra fazer aqui alem de procurar um barulho esquisito até ficarmos loucos! Sabe... Ouvi falar que criaram um parque de diversões na cidade a dois anos atrás, quem sabe a gente não dá uma olhada?- Chaos, levanta-se de seu lugar-Vamos! Pode ser divertido...

Neste momento, Darkness abaixa a cabeça lentamente. Seu olhar alegre muda para um tom sério triste que, mesmo ligeiramente melancólico, era completamente vazio. Ele olha para a esquerda, em direção a um prédio enorme com vários andares. Uma lágrima desce lentamente de seu rosto: -Nii-san... Era aqui, não era? Aquele lugar, o lugar em que eu... Em que você...- Darkness soluça. Seu enorme cabelo escuro estava cobrindo seu rosto, mas mesmo assim, era visível que estava chorando. De repente, ele para e enxuga as lágrimas com a manga de sua roupa. Estava suando um pouco, e sua expressão mudou de triste e vazia para uma mais feliz, entretanto aparentemente muito concentrada- Nii-sa... C-C-Chaos! você promete q-que aq-aquilo não acontecerá novamente?- Chaos paralisa por alguns segundos, ajoelha-se no chão e abaixa a cabeça. Ela, mesmo chorrando, ainda estava imóvel e pensativa. Darkness se curva em direção a Chaos, meio lateralmente- O que foi?- Darkness age como se não entendesse a situação, por nunca ter visto sua irmã daquela forma. Chaos levanta a cabeça, e sussurra no ouvido de seu irmão- E-eu... Nunca deixarei...Nuca te deixarei, Darkness! E nunca deixarei algo assim acontecer com você!- Chaos levantasse, se recuperando rapidamente-Bem... Acho que é melhor irmos ao parque logo, ele fecha as oito horas nas quintas pra manutenção, temos de nos apressar!

Os dois limpam a poeira de suas roupas, e iniciam seu caminho ao parque, com Darkness agarrando-se nos braços de Chaos enquanto ela berrava para ele parar de fazer isso. Ignorando os berros, Darkness fala bem baixo- Arigatou, Nii-san...

"oS pEsAdElOs SãO aPeNaS sOnHoS mAl-InTeRpReTaDoS, e Os SoNhOs IlUsÕeS nÃo ReCoNhEcIdAs"
MY ONLY TRUTH AS YET TO BE KNOWN...

avatar
Adrian-Chaos
Justiceiro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum