[INSCRIÇÕES]-Fullmetal Alchemist:Blessed Moon-

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[INSCRIÇÕES]-Fullmetal Alchemist:Blessed Moon-

Mensagem por Adrian-Chaos em 6/12/2015, 23:43


祝福さ Fullmetal Alchemist:Blessed Moon れた月

-Inscrições:Fullmetal Alchemist:Blessed Moon(Hagane no Renkinjutsushi:Shukufuku sa reta Tsuki)-


 Seja bem vindo a folha de inscrição de minha Fanfic Fullmetal Alchemist:Blessed Moon.Esta é uma Fanfic interativa, ou seja,os personagens que fizerem e forem validados irão ser os personagens da história, sejam eles protagonistas,antagonistas,personagens neutros, caóticos, de múltiplos lados...Enfim, sinta-se livre para criar seu personagem aqui neste lugar seguindo a ficha de inscrição no final do tópico.Eu também disponibilizarei um guia sobre a fic e sobre o assunto tratado nela abaixo:

Fullmetal Alchemist:

Fullmetal Alchemist (鋼の錬金術師 Hagane no Renkinjutsushi, lit. "Alquimista de Aço") é uma série de mangá criada por Hiromu Arakawa e serializada na revista mensal Shonen Gangan desde Agosto de 2001. Recebeu uma adaptação para anime com 51 episódios pelo estúdio Bones, exibidos entre Outubro de 2003 e Outubro de 2004, e o longa-metragem Fullmetal Alchemist o Filme: O Conquistador de Shambala em Julho de 2005. Esta versão diferiu muito do mangá, enquanto a segunda série, Brotherhood, foi mais fiel na adaptação.

No Brasil, a primeira série foi exibida no Animax desde 2005, e em 2006 no bloco TV Kids da RedeTV! dividindo o bloco com Hunter x Hunter e Super Campeões, em uma versão com censuras. Os DVDs são distribuídos pela Focus Films, enquanto o mangá é publicado pela Editora JBC.

Em Abril de 2009 começou a exibição da segunda adaptação de Fullmetal Alchemist que foi feita pelo mesmo estúdio que concebeu a versão anterior e se chama Fullmetal Alchemist Brotherhood. Foi encerrado em 4 de julho de 2010 contando com 64 episódios. Mas tarde foi lançado um novo filme denominado Fullmetal Alchemist: A Estrela Sagrada de Milos.

A Fic será baseada no mangá,e em Fullmetal Alchemist:Brotherhood, que segue o mangá fielmente.Porém, esta não se baseia totalmente na história original, e sim pega seus conceitos para realizar algo no mesmo mundo de FMA, mas com uma história nova com novos personagens.

Alquimia:

"A alquimia é uma ciência de compreensão, decomposição e recomposição da matéria. Contudo, não é uma técnica onipotente, pois não é possível criar algo do nada. Se você deseja obter alguma coisa, é preciso pagar um preço, e este é o fundamento da alquimia, a chamada troca equivalente. Existe um tabu na alquimia que não pode ser quebrado por ninguém, a chamada transmutação humana."

 Alquimia (錬金術, Renkinjutsu) é uma antiga prática do mundo de Fullmetal Alchemist, que funde ciência e artes místicas.

 Seus princípios mais básicos são os da manipulação da matéria pelo uso de energia e da troca equivalente. A manipulação da matéria ou transmutação, é geralmente descrita em três passos básicos:

-a compreensão ou entendimento refere-se ao conhecimento da estrutura atômico-molecular e propriedades estruturais do material a ser transmutado. Isto inclui o potencial cinético, e necessita de vários anos de estudo e pesquisa. Como demonstrado na série, a compreensão pode não ser suficiente para algumas pessoas realizarem a alquimia desejada, mas é vital para a prática. Esta etapa inclui o design e memorização de círculos de transmutação. Como demonstrado por Scar, o alquimista precisa ter a estrutura do material memorizada, razão pela qual sua técnica de destruição humana não pôde destruir o Automail de Edward Elric.

-a decomposição ou destruição refere-se ao processo de quebrar a estrutura física do material a ser transmutado. Isto torna o material maleável. É possível parar na descomposição.

-a recomposição, reestruturação ou "criação" refere-se ao fim da transmutação, em que o alquimista altera a forma física do material, podendo até mesmo mover seus átomos em novas ligações, transformando-o em uma ou mais substâncias diferentes.

A alquimia é muitas vezes vista como uma prática mágica, miraculosa ou divina por não-praticantes, que pensam que alquimistas podem fazer literalmente qualquer coisa, embora este seja um pensamento extremamente equivocado. Existem certas leis e limitações para a prática alquímica, todas caindo no conceito da troca equivalente, de que para se obter algo, uma coisa de igual valor deve ser dada em troca. No geral, o conceito de troca equivalente pode ser dividido em duas leis chave, a lei da conservação das massas[3] e a lei da providência natural.

A conservação das massas basicamente explica que a massa de um sistema não pode ser alterada, já que a energia e matéria não podem ser criadas ou completamente destruídas (ao ponto de inexistência), precisando existir continuamente. Isto significa que para se transmutar um objeto que pese um grama, você precisa de pelo menos um grama de material, e decompor este material em pedaços pequenos não mudaria seu peso, apenas sua forma. Este é o famoso princípio de que "nada se perde, tudo se transforma".

A providência natural limita o poder de transmutação de um alquimista ainda mais, pois um material feito de certa substância pode apenas ser transmutado em outro com as mesmas propriedades. Por exemplo, a água (H₂0) pode ser decomposta em hidrogênio (H) e oxigênio (O) facilmente, enquanto que não seria suficiente para produzir um gás como o nitrogênio (N) ou um metal como o ferro (Fe).

Circulos/ordens de transmutação:


Para se utilizar a alquimia de forma eficiente, é necessária a utilização de um símbolo conhecido como círculo de transmutação (錬成陣, Renseijin), que precisa possuir um design específico para o tipo de transmutação. A razão por trás da forma arredondada é o fato de todos os conceitos de transmutação completa (compreensão, decomposição e reestruturação; troca equivalente etc.) serem cíclicos.

Um círculo de transmutação pode ser desenhado ou formado na hora do uso a partir de qualquer material (carvão, tinta, sangue etc.), gravado permanentemente em um objeto (armas, luvas, peças de armadura etc.) ou mesmo tatuado no corpo de uma pessoa. Estes símbolos são formados por duas partes básicas, o círculo e as runas.

O círculo alquímico é o condutor do fluxo de poder, que conduz a força (ou energia) do solo e ar, que ocorre naturalmente na alquimia clássica (alcahestria) e por meio de tubos de energia bruta na alquimia de Amestris. O círculo representa as energias cíclicas do planeta e seus fenômenos naturais.

As runas alquímicas estão localizadas dentro do círculo, e possuem uma grande variação em design e posição dentro do símbolo devido ao fato de serem baseadas em estudos, textos antigos e experimentos. Todas as runas correspondem a uma forma de transformação de energia, de modo que um círculo bem feito permite ao alquimista alterar esta energia do modo que desejar, contanto que este não viole a troca equivalente. Runas geralmente possuem polígonos com formas triangulares quando utilizadas em transmutações básicas, e nesse caso podem representar o ar, a água, a terra ou o fogo dependendo de seu posicionamento. Um bom exemplo de runa é o hexagrama (encontrado na série principalmente no símbolo ouroboros, com versões diferentes no mangá e anime), que utiliza-se de oito triângulos multi-direcionais para representar todos os quatro elementos clássicos de uma só vez. Runas mais esotéricas, como símbolos da astrologia, imagens e linhas de texto também podem ser encontradas nos círculos de transmutação.

A ordem, runa ou montagem de transmutação é uma variação do círculo de transmutação tradicional onde o símbolo não fica necessariamente confinado ao círculo alquímico. Assim como o círculo, a ordem é utilizada para a circulação da energia do planeta, e pode até mesmo não possuir um círculo alquímico. Ordens diferem-se muito de círculos no meio em que são utilizados, sendo encontrados em forma de tatuagem muito mais frequentemente, devido ao formato do corpo humano. Exemplos de ordens de alquimia são os braços de Scar e seu irmão, o "Grande Arcano" e a tatuagem nas costas de Riza Hawkeye, que contém o segredo da alquimia das chamas de Berthold Hawkeye.

Ordens tem um potencial de inovação muito maior do que a de círculos, e nos mais de 300 anos de alquimia de Amestris, grandes avanços foram feitos nos campos da alquimia ao se misturar diferentes runas em ordens completamente novas.

Transmutação humana:

Com os experimentos de incontáveis alquimistas talentosos, surgiu a prática conhecida como transmutação humana. Seja por desespero, malícia, arrogância, curiosidade ou mesmo o desejo de ajudar as pessoas, muitos se aventuram neste obscuro lado da transmutação, embora todos os que obtenham algum sucesso paguem um preço extremamente alto.

Tentativas de ressuscitar os mortos são a forma mais comum de transmutação humana, e possivelmente a mais devastadora ao usuário. A utilização desta forma de alquimia resulta na perda de algo inestimável ao usuário (como a capacidade de ter filhos de Izumi Curtis, por exemplo). A explicação para isso é que uma transmutação humana sempre resulta em Deus puxando o usuário para os domínios da Verdade, onde ele terá o conhecimento por trás de seu portão alquímico forçado em sua cabeça em troca de algo inestimável. O alquimista será recompensado de acordo com o valor do sacrifício, o que é demonstrado pelos irmãos Elric, Edward perde sua perna pelo conhecimento (no caso, a transmutação básica sem círculos ou runas) e seu braço para transmutar a alma (utilizando o conhecimento que aprendera) de seu irmão Alphonse, que por sua vez sacrificou seu corpo todo, ganhando mais habilidades.

A impossibilidade da transmutação humana é um fato, sendo que quando uma alma deixa o mundo, nada ao alcance de um ser humano poderá trazê-la de volta. Dentre os fatores que causam a falha completamente certa de uma ressurreição humana estão a dificuldade de se obter um substituto para a alma humana e o fato da fórmula básica da transmutação estar equivocada. Muitos praticantes do tabu da ressurreição pensam que chegaram perto quando vêem o ser vivo proveniente da transmutação humana, mas não notam que trata-se de uma existência totalmente separada da da pessoa que tentaram trazer de volta à vida, sendo uma criatura artificial, também conhecido como um homúnculo.

Isto indica que o método utilizado na "ressurreição humana" é na verdade a receita para se produzir um homúnculo, e mesmo a pedra filosofal, que é capaz de agir como uma alma, seria apenas capaz de criar um ser artificial completo. O ser conhecido como "homenzinho do frasco" era uma existência contida no portão da verdade que o alquimista do rei de Xerxes conseguira prender em um frasco especial utilizando-se do sangue de seu escravo número 23, Van Hohenheim.

Uma forma pouco conhecida de transmutação humana é a manipulação de almas, que não aparece em nenhum livro ou documento conhecido. Apesar de tanto segredo, diversas transmutações de alma foram realizadas na série, a maioria pelos homúnculos e seus aliados. O processo geralmente envolve a remoção de uma alma, um objeto inanimado e uma ordem desenhada com sangue (geralmente da pessoa transmutada), que é muito semelhante a um círculo de transmutação, e termina com o selamento de uma alma ao objeto, animando-o. Este objeto varia, podendo ser algo inanimado por natureza, como uma armadura (o mais utilizado), ou mesmo outro corpo, humano ou de outro tipo de animal.

Os símbolos utilizados nesta prática são conhecidos como ordens de alma ou runas de sangue, ordens que sempre possuem uma runa para chama ou faísca em seu design, simbolizando o "fogo" da vida, ou mesmo a alma em si. Pessoas com almas seladas não sentem dor nem morrem enquanto suas ordens permanecerem intactas, mas a junção de um corpo não-mortal com uma alma é algo imprevisível, de modo que a rejeição e separação da alma e objeto são quase certas se passarem tempo suficiente ligados. O corpo original da pessoa precisa estar vivo para que a transmutação funcione, e se este for capaz de mobilidade (como no caso de Barry), ele será atraído de maneira sobrenatural para sua alma. O corpo sem alma da armadura viva Barry teve a alma de um animal transmutada em si, mas a rejeição fez com que o corpo (mesmo vivo) entrasse em decomposição rapidamente.

Transmutação de fusão biologica:

A melhor representante de alquimia biológica é a ciência das transmutações quiméricas, que se foca no estudo da união de dois corpos diferentes em um único ser. Apesar de certos grupos escondidos do governo amestrino realizarem experimentos com quimeras humanas, a proibição nacional da transmutação humana proíbe completamente o uso civil e militar desta prática sob pena de revogamento de licença (no caso de um alquimista federal) e julgamento. O uso de quimeras não-humanas é permitido e mesmo estimulado pelo governo, e o alquimista federal Shou Tucker era considerado a autoridade nesse tipo de alquimia por ter criado uma suposta "quimera falante", que acabara sendo revelado como o primeiro caso reportado de uma quimera humana (a fusão de sua esposa com algum animal) após a investigação de Edward e Alphonse Elric. Na época da criação da segunda quimera falante de Tucker (a fusão de sua filha Nina Tucker e seu cão de estimação Alexander), o exército amestrino já possuía conhecimento para criar quimeras humanas perfeitas.

Transmutação medicinal e o pulso do dragão:

A primeira forma de alquimia conhecida era a de Xerxes, que mais tarde evoluiu nas práticas conhecidas como waidanshu (錬丹術, Rentanjutsu),(alcahestria, alkahestria, alcaestria, artes de purificação (連弾主, Rendanshu) ou alquimia de Xing) e a alquimia diastrófica (ou alquimia de Amestris). Suas origens são obscuras, e após a destruição do país, apenas Van Hohenheim e Pai sabiam utiliza-la. Partindo das ruínas de Xerxes, os dois foram em direções opostas, Hohenheim foi para o leste na direção de Xing, enquanto Pai foi para oeste, para a terra que um dia seria Amestris. No leste, Hohenheim ensinou aos xingueses sobre a alquimia movida por uma força conhecida como "pulso do dragão", e ficou conhecido na história como o "profeta do oeste". Enquanto a alquimia amestrina desenvolvida por Pai (que ficou conhecido como "profeta do leste") clama utilizar-se da energia dos movimentos de placas tectônicas e usa a manipulação da matéria como ferramenta científica, a de Xing é centrada no pulso do dragão (龍脈 Lóngmài), a energia natural da Terra que se assemelha ao conceito de qi (energia vital), e flui constantemente, descendo do topo das montanhas como um rio, e cobrindo o solo.

Apesar de qualquer forma de alquimia poder ser usada medicinalmente com alguma prática, a waidanshu tem a regeneração como objetivo principal, de forma que os médicos de Xing podem mover o fluxo de energia do pulso do dragão através do corpo de pessoas, curando ferimentos leves e diversas doenças com facilidade. Na alquimia amestrina, Tim Marcoh foi o maior estudioso no campo da regeneração, e possuía o conhecimento e materiais necessários para realizar a transmutação medicinal, apesar de que, com sua pedra filosofal, raramente necessitava de materiais para a troca equivalente. Edward Elric também utilizou a alquimia de forma medicinal para salvar a própria vida, mas como não possuía conhecimento ou materiais para a troca, teve de usar apenas as próprias células, o que pode ter custado uma parte de sua expectativa de vida restante. Van Hohenheim também faz uso de uma técnica de transmutação medicinal com Izumi Curtis, mudando o curso de vasos sanguíneos e órgãos, curando-a de sua condição terminal, apesar de ser incapaz de regenerar os órgãos que Deus havia retirado dela em troca do conhecimento.

Origens da alquimia amestrina:

A alquimia foi ensinada aos amestrinos pelo profeta do leste cerca de 350 anos antes do início da série, e clama utiliza-se da energia diastrófica de movimentos tectônicos para realizar transmutações. Como praticantes de waidanshu entendem a alquimia de forma diferente, eles podem perceber claramente que este não é o caso, já que o estilo usado em Amestris (no tempo em que Pai) dominou o país era a alquimia interna (ou neidanshu), baseada na própria energia de Pai como pedra filosofal. Apesar de tal energia diastrófica existir e poder ser utilizada, a verdadeira fonte de energia da alquimia amestrina é a energia da pedra filosofal, que viaja através de uma rede de tubos das costas de Pai para todo o subsolo do país. Estes tubos agem como uma barreira entre os alquimistas amestrinos e a energia diastrófica, que era provavelmente uma das energias utilizadas pelos alquimistas de Xerxes. No fim da série, a prática diastrófica original desenvolvida por Pai é restaurada, já que ele não pode mais bloqueá-la.

Cores das transmutações:

As transmutações ocorrem na forma de descargas de luz elétrica, que nas animações possuem diversas cores: azul (transmutações normais), vermelho (transmutações que utilizam a pedra filosofal, incluindo a regeneração de homúnculos), verde (a alquimia de plantas de Russel, Fletcher e Nash Tringham utiliza esta cor. O alquimista Lujon utiliza a mesma cor ao tentar curar vítimas de fossilite), rosa (Dietlinde Eckhart utiliza variações da cor em sua alquimia), roxo (transmutações humanas realizadas sem a pedra filosofal geram uma luz roxa muito escura), amarelo (a alquimia "passada de geração em geração na família Armstrong" utilizada pelo Major Strong Arm libera relâmpagos amarelos), laranja (os relâmpagos da alquimia das chamas de Roy Mustang possuem uma coloração alaranjada).

Automail:

Automail são componentes artificiais com a finalidade de suprir necessidades e funções de indivíduos sequelados por amputações. O termo "automail" é comumente usado no caso de próteses metálicas automotivas.

Originalmente designados como uma espécie de armadura motorizada, automails foram sendo aprimorados até se tornarem próteses inteligentes. Como é conectado diretamente aos nervos, este tipo de prótese geralmente não precisa de um mecanismo de geração de energia, movendo-se de modo similar a um membro do corpo do usuário.

Os sofisticados cilindros pneumáticos e motores no interior de um automail regulam e distribuem os impulsos elétricos vindos dos nervos, de forma que permita a alguém habituado controla-lo como uma extensão de seu próprio corpo. Automails mais comuns possuem um esqueleto de aço coberto por espessas placas de metal que protegem as partes mais sensíveis, embora as modelos recentes permitam a utilização de outros materiais, como diamantes, fibra de carbono, fibra de vidro, cromo, ligas de cuproníquel, alumínio etc.

A instalação de um automail de qualidade necessita de um especialista em biomecânica, ou seja, alguém que estudara extensivamente nos ramos de mecânica avançada e medicina cirúrgica. O procedimento é considerado caro e possivelmente devastador a certas partes do corpo do futuro usuário (sendo que muitas vezes, amputações e/ou inserções extras são necessárias para melhor funcionamento do automail) e a recuperação extremamente longa e sofrida, de forma que a maioria das pessoas que sofrem amputações preferem usar uma prótese comum. No primeiro uso, assim como em todas as manutensões necessárias dali para frente dev seus nervos precisam ser dolorosamente conectados aos fios da prótese de uma vez (Edward Elric descreve este procedimento como "a pior parte"), causando um breve espasmo acompanhado de dor aguda. Uma recuperação bem sucedida da cirurgia geralmente se dá a partir do terceiro ano de uso, embora já tenham havido casos de maestria total sobre o automail em menos de um único ano.

A maioria dos usuários de prótese sofrem com a mudança drástica de temperatura, sendo que próteses metálicas podem gerar dor e desconforto do que as feitas de outros materiais em condições de frio ou calor extremos. No calor, o desconforto ao usuário - que precisa aguentar um pedaço de metal quente conectado aos nervos - é grande, de forma a gerar mais impacto mental do que físico, e no frio, dores - devido ao congelamento do tecido conector entre nervos e prótese - e mal-funcionamento de óleos comuns causam uma deficiência ao corpo do indivíduo. Existem próteses feitas para aguentar estas condições, que são mais caras.

As prótese são geralmente para facilitar a vida de pessoas amputadas, mas os automails de Amestris (país que travara sucessivas guerras com países próximos nas últimas duas décadas) possuem uma vasta aplicação no exército como armas de combate. Próteses com garras de diamante, lâminas escondidas e mesmo armas de fogo são comuns para soldados que, com a adição de uma prótese de combate, podem continuar no exército mesmo se perderem partes do corpo em batalha. Às vezes, pessoas escolhem trocar partes do corpo por próteses de combate, passando por cirurgias de amputação intencionais.

Aparentemente, próteses mais avançadas podem substituir certos órgãos vitais, e mesmo cobrir mais da metade do corpo de um indivíduo.

Homunculus:


Os Homúnculos (ホムンクルス, Homunkurusu) são um grupo de seres humanos criados artificialmente, que procuram cumprir as metas de seu líder de criar uma Pedra Filosofal. Cada homúnculo tem o nome de um dos sete pecados mortais, e, com a exceção de Pride, podem ser identificados pela sua marca Ouroboros em algum lugar em seu corpo.

Apesar de um conceito comum, bem conhecido e compreendido pelos alquimistas em Amestris, a idéia de homúnculos é considerada como não mais do que uma farsa ou fantasia distante, já que nenhum indivíduo ou grupo de alquimistas não ter nem chegado perto de criar com êxito tal ser na história registrado oficialmente . Mesmo assim, os alquimistas foram proibidos pelo governo de Amestris para evitar uma tentativa de transmutação de um ser vivo ou alguma pesquisa sobre o mesmo. Alquimistas Federais têm tal restrição como parte de seu credo.

No entanto, fora do registro oficial, não apenas uma, mas várias dessas criaturas foram criadas de forma misteriosa. No sentido mais relevante da palavra, “Homúnculos” refere-se a sete indivíduos que compõem o principal grupo antagonista da série Fullmetal Alchemist.

As caracteristica a seguir se aplicam a todos os Homúculos da trama:

-São nomeados pelos sete pecados capitais (Orgulho, Luxúria, Ganância, Inveja, Preguiça, Gula e Ira,ou seja,Pride,Lust,Greed,Envy,Sloth,Gluttony e Wrath).
-Possuem uma "Pedra Filosofal Núcleo" que lhes da a vida, já que a Pedra Filosofal tem como base a alma de muitas pessoas. E graças a este detalhe eles tem uma capacidade surpreedente de regeneração, não importando o quanto seu corpo seja ferido ou "morto". Porém a quantidade de veses que ele poderá se regenerar ou reviver varia de acordo com quantidade de almas restantes em sua "Pedra Filosofal Núcleo". A localização da Pedra em seus corpos varia de um para o outro.
-São dotados de algum poder sobre-humano.
-Tem uma tatuagem de Ouroboros em alguma parte de seu corpo.
-Seus olhos tem um tom violeta, com exceção de Gula e Preguiça que tem olhos brancos e Ira (mangá/série 2009) que tem um olho verde.
-Possuem listras vermelhas com circulos nas suas extremidades em alguma parte do corpo, dando a entender que são marcas de nascença, assim como o umbigo para os seres humanos. ---Note que os Homúculos que não "nasceram" diretamente do Pai, como Wrath e o Segundo Greed, não possuem tais marcas (veja o tópico abaixo).
-Usam costumeiramente roupas pretas.

Ao longo dos séculos o Pai começou a experimentar um novo método para criar Homúnculos que consistia em injetar uma Pedra Filosofal dentro do corpo de um humano vivo. Quando feito isso a Pedra e o corpo do humano entram em choque até que um supere o outro. Na maioria das vezes, a Pedra ganha, e as matrizes humanas morrem. Os Homúnculos criados dessa maneira têm propriedades únicas, como a capacidade de envelhecer, que seus "irmãos" não possuem. Outra propriedade inclui uma consciência mais humana e profunda com capacidades emocionais, tais como amor e humildade.

Na série temos dois exemplos deste tipo de Homúnculo: O 1º é King Bradley, que foi a 15º cobaia humana a ser submetida a expêriencia que o levaria a encarnar a ira do Pai. E o 2º seria Ling Yao que se tornaria o "Segundo Greed".

A verdade:

“Eu sou o que chamam de "Universo", ou talvez "Tudo", ou talvez "Verdade", ou talvez "Um", ou talvez "Deus", e sou..."Você”."
A verdade é mostrada como uma força suprema, absoluta, aterradora e justa com as leis universais que aparece em frente ao Portão da verdade para os que fizerem a transmutação humana.Ela possui a silhueta de quem a visita, com voz e forma, talvez inspirado na ideia de que "Somos criados à imagem de Deus".Pode também simbolizar uma consciencia, ou um Deus interno.Um nós falando com nós mesmos, já que deus é tudo e todos.

Quem ve a verdade precisa pagar o preço de sua pretensão, "Algo" importante para a pessoa deve ser tomado.Alphonse Elric, que achava que o mais importante era sentir o calor e carinho daqueles que são próximos, e perdeu seu corpo, tendo sua alma aprisionada em uma armadura incapaz de sentir, Roy Mustang, que tinha uma visão próspera do futuro, querendo mudar tudo, e acabou perdendo a visão,etc...

A pedra filosofal:


Existe algo capaz de ignorar completamente a lei maior do universo, a troca equivalente.Este algo é a "Pedra filosofal".É um poder sem igual, sem restrições, podendo curar, transformar metais menores em ouro, criar com sucesso um Homunculus completo...Enfim, ela é capaz de absolutamente tudo, sem restrições ou a necessidade de uma troca equivalente.

Mais tarde é revelado que a principal parte da receita da pedra filosofal é centenas de almas humanas, o que demonstra qual foi o verdadeiro motivo para o enorme massacre de Ishval.

Lugares:




Amestris
Amestris (アメストリス, Amesutorisu) é um país militar formado por diversas nações antigas e a principal localização da série Fullmetal Alchemist.As cidades de Amestris são as do Norte, Sul, Leste, Oeste e a Central.

Amestris é um estado unitário com um governo do tipo republicano parlamentarista. O país possui uma população de cerca de 50 milhões de pessoas, que são chamadas de amestrinos. O chefe de estado de Amestris é também o comandante das Forças Armadas Amestrinas, aquele que recebe o título de Führer (大総統, Daisōtō, "grande führer", "grande condutor", "grande guia", "grande líder" ou "grande chefe"). O país parece ser composto de diversas nações antigas, sendo bem diversificado em termos de cultura e religião, que as diferentes regiões administrativas demonstram. Amestris possui cinco divisões administrativas: Área Norte, Área Sul, Área Oeste, Área Leste e Área Central, das quais a área leste é a mais diversa, englobando um povo de etnia muito diferente da maioria dos amestrinos, conhecido como o "povo de Ishval", e seus integrantes de pele escura e olhos vermelhos são comumente chamados de ishvalianos. A cultura de Ishval difere muito do resto do país pelo fato de seus habitantes serem extremamente religiosos, a maioria renunciando completamente a alquimia presente em Amestris. A região de Ishval foi destruída pelo exército amestrino após uma conspiração dos homúnculos que levou à Guerra Civil de Ishval e, ao mesmo tempo, ao Genocídio Ishvaliano.

Amestris é um estado unitário com um parlamento republicano bicameral ou unicameral que foi usado como fachada para um mandato autoritário. O governo é quase completamente militar, sendo que o Comando Central, localizado na Cidade Central, decide os governos regionais sem eleições. As únicas eleições conhecidas são as de cargos legislativos no parlamento, mas estas parecem ser forjadas e incapazes de afetar a decisão final. Na prática, o governo é composto de posições nominadas. A população de Amestris questiona e confronta o regime militar seguidamente, sendo que grande parte dos civis amestrinos tem a mania de chamar os soldados de "cães do exército", e raramente se mostram amigáveis a eles.

Os postos regionais do governo são diretamente subordinados ao Comando Central e tem pouca liberdade de ação, embora a competição política entre líderes de tais postos seja constante.

Amestris foi oficialmente fundado em 1550, embora o país já existisse antes, sem muita organização governamental. A vinda do "profeta do leste" mudou a história da nação, dando-lhes conhecimento na prática da alquimia, o que causou Amestris a se tornar uma nação extremamente poderosa e influente em toda a região. Depois disso, Amestris começou a invadir, dominar e incorporar os países vizinhos, levando à rápida expansão do país. Desde sua formação, a estabilidade política e econômica de Amestris foi baseada na guerra.

Em julho de 1558, Amestris declarou guerra a Riviere (um pequeno país ou cidade-estado), resultando na primeira batalha sangrenta da história conhecida do país. Nos séculos seguintes, Amestris invadiu outros estados, como Cameron em 1661 e Wellesley em 1881.

Em outubro de 1835, Amestris invadiu Aerugo, começando uma guerra que durou até o início da série.

No ano de 1894, o General King Bradley, considerado um herói de guerra, foi apontado como comandante-chefe, ou führer, do país. Desde o apontamento do Führer Bradley, os conflitos nas fronteiras aumentaram a um nível nunca antes visto, resultando em diversos massacres e guerras civis, sempre a mando das forças centrais de Amestris.

No ano de 1901, uma garota ishvaliana foi baleada e morta por um soldado amestrino (que era, na verdade, o homúnculo Inveja disfarçado) na província de Ishval, conhecida como uma área instável e rebelde. A revolta que se seguiu ficou conhecida como a Guerra Civil de Ishval, que durou até 1908, quando o Führer Bradley deu a "ordem 3066", mandando a divisão especial mais temida de todas as Forças Armadas Amestrinas, os "alquimistas federais", para a batalha. Com a ação dos alquimistas federais, a área foi devastada e sua população quase totalmente massacrada até o ano de 1909.

Entre 1914 e 1915, mais conflitos ocorreram. As principais batalhas ocorreram em Liore (entre o exército e a igreja do deus Leto) e Briggs (entre as tropas defensoras do forte e uma tropa invasora de Drachma).

No inverno de 1915, Amestris enfrentou a maior crise desde sua fundação, com uma guerra civil ocorrendo no coração do país, que acabou por causar a morte do Führer Bradley e a ascensão ao poder do Führer Grumman, ex-comandante da Área Leste.

O governo do Führer Grumman mudou drasticamente a política de Amestris, promovendo tratados de paz com as nações vizinhas e removendo as forças militares das fronteiras, concentrando esforços para conseguir o apoio de países vizinhos, especialmente o distante Xing. Os esforços combinados do General de Brigada Roy Mustang e do Imperador Ling Yao melhoraram muito as relações entre os dois países.

A geografia de Amestris é bastante diversa, variando de áreas desérticas no leste aos alpes do norte, as planícies montanhas e cânions a sul, oeste e sudoeste. O país não tem acesso a nenhuma costa marítima, sendo completamente rodeado por outros países (Creta a oeste, Aerugo ao sul, o gigante Drachma a oeste, norte e noroeste e o grande deserto onde localizava-se Xerxes a leste, que separa Amestris do distante país de Xing). Sabe-se que há diversas outras nações no continente, mas as culturas e nomes destas são desconhecidas. Há uma rota aquática de Xing a Amestris, considerada "o caminho longo", mas sua localização é desconhecida.

Amestris possui uma lenta, porém progressiva expansão urbana, sendo que sua capital e maior cidade - a Cidade Central - possui as maiores construções e uma vida urbana agitada. A população amestrina parece se concentrar nas áreas central, leste e sul do país, sendo que o norte é bastante desolado e o oeste possui cidades bastante esparsas. O clima do país varia entre temperado, mediterrâneo e subtropical na maioria das regiões, mas a região de Briggs possui temperaturas semi-glaciais.

A população de Amestris é de cerca de 50,000,000 (cinquenta milhões) no ano de 1915, mas a densidade populacional varia entre as fronteiras e as áreas urbanas e rurais. A população nativa, ou seja, as famílias amestrinas de "sangue puro" possuem cabelos loiros e olhos claros (geralmente azuis ou verdes), sendo que a influência étnica das nações incorporadas fica evidente no resto da população, composta por diversas etnias puras e combinadas, como os ishvalianos, que possuem a pele escura e olhos vermelhos.

O nível tecnológico de Amestris é o maior da região, e a nação aparenta ter passado por uma recente revolução industrial, com motores a vapor e automóveis começando a substituir carruagens como o principal modo de transporte do país. A maioria dos carros é no estilo do Ford Model T (também conhecido como "forde de bigode"). O meio de transporte mais utilizado no país para viajar de uma cidade a outra é o trem. A eletricidade, embora abundante, não tomou o lugar de lampiões a querosene, que ainda são muito usados nas áreas rurais. O carvão continua sendo a principal fonte de combustível de Amestris. As próteses desenvolvidas no país são famosas em toda a região, embora algumas das sofisticadas partes robóticas (automails) não se encaixem muito ao resto da tecnologia amestrina atual, tendo uma capacidade de conexão com formas biológicas a um nível avançado em no ramo da biomecânica. Em termos de armamento militar, as armas de fogo variam de pistolas a rifles e metralhadoras, sendo que tanques de guerra estão sendo desenvolvidos pelo Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento do Forte de Briggs.

A alquimia de Amestris é conhecida como a mais estudada e desenvolvida em toda a região, o que causou ao país avanços imensos nas áreas de química e metalurgia.


Aerugo
Aerugo é um principado localizado ao sul do país principal da série, Amestris.As cidades de Aerugo são Roliel, perto da fronteira de Aerugo e Amestris, Prasis, a área Deserta Central. Perto da fronteira de Aerugo, e Giona, na região sul de Aerugo.

Aerugo é um principado, ou seja, uma monarquia, governado pelo príncipe Claudio. Como um principado, Aerugo é um país muito menor em comparação com Amestris mas é capaz de manter o controle sobre a guerra de fronteira. O país também é conhecido como mais um país de comércio em geral, e não gasta seu tempo com a guerra.

O país costumava ter relações pacíficas com Amestris até o Führer King Bradley e o Pai chegarem ao poder. Aerugo passou uma grande quantidade de dinheiro, tropas, e as máquinas no combate com Amestris e tem muito danificado o Sul de Amestris, mas não pode derrotar Amestris por causa de sua poderosa força militar, tornando Amestris uma das primeiras ameaças reais à economia enorme de Aerugo.

Notavelmente, Aerugo envolveu-se na  Guerra Civil de Ishval fornecendo aos soldados ishivalianos armas de pequeno porte, cujos números de modelo tinham sido apagados. Mas quando refugiados Ishvalianos imploraram a Aerugo para conceder-lhes Refúgio ou Asilo, o governo Aerugoniano recusou-se a ajudá-los e desmentiu todo o conhecimento de contrabando de armas.

De acordo com o vídeo game "Prince of the Dawn", alguns cidadãos de Aerugo (ou seja, o príncipe Claudio) pressionaram por um tratado de paz com Amestris, devido à enorme quantidade de derramamento de sangue em ambos os lados do conflito fronteiriço, mas tais negociações de paz não podiam suceder enquanto o Führer Bradley e o Pai permanecessem no poder. Presumivelmente devido ao destronamento do Führer Bradley e os Homúnculos, as relações entre os dois países tornaram-se mais diplomáticas e pacíficas.

A guerra começou porque Amestris tomou a cidade de Fotset , bem como uma faixa de fronteiras com Aerugo. Isto foi visto como um insulto à primeira vista pela Família Real de Aerugo . Aerugo então trouxe grandes quantidades de homens, sem saber que ele estava tocando exatamente no plano de Amestris.  Aerugo foi abatida pelas forças de Amestris facilmente com sua tecnologia  militar superior, e enorme quantidade de homens, e poderosa alquimia. Todas cidades do sul rapidamente se transformaram em um tumulto e a Sede do Sul enviou mais de suas forças. Estas forças rasgaram Aerugo e cobraram mais terras de Aerugo. Aerugo enviou mais da metade de seu exército para impedir a tomada de território e foi bem sucedido em empurrar Amestris de volta a uma cidade fronteiriça a Aerugo. Devido a isso, Amestris Sul começa a perder soldados, população e influência no governo. O Sul de Amestris parou de ajudar a exterminar Ishvalianos, a fim de se concentrar na guerra contra Aerugo enviando seus alquimistas. Este foi ineficaz, e as forças de Amestris "foram lentamente empurrados para trás em Fotsett.

Atualmente, as forças do sul de Amestris estão lutando duro contra Aerugo e estão sendo reforçadas pela Cidade Central com tanques e tropas também. O Oriente está conseguindo poupar uma pequena quantidade de tropas também. Amestris está lentamente ganhando terreno porque a sua tecnologia militar, alquimia, soldados de elite, é superior em números. Uma vez Aerugo foi completamente empurrada para trás em sua terra, nos planos de Amestris na tentativa de conquistar mais do país.

King Bradley está mandando muitas vidas ao fim nesta guerra de fronteira, porque o Pai deseja expandir Amestris e, com isso, aumentar o tamanho do seu círculo de transmutação Nacional.


Drachma
Drachma (drækmə; Drak-ma) é um país no Mundo de Fullmetal Alchemist, localizado ao norte do país principal da série, Amestris .

Houve muitos conflitos entre Amestris e Drachma no passado, no entanto, para a maioria das cronologia do mangá, os dois países estão em um Pacto tênue de Não-Agressão.

Um estado muito beligerante, Dracma é conhecido por sua constante luta interna e externa contra Amestris. Em algum momento no início de 1900, os dois países assinaram um Pacto de Não-Agressão, que durou até o fim de 1914 em um estado um pouco instável e com constantes ameaças de ser quebrado.

Dracma declara formalmente a guerra contra Amestris mais uma vez no final de 1914, ignorando o tratado. Pela palavra de Solf J. Kimblee , as forças de Drachma são aconselhadas a atacar a Fortaleza de Briggs e aproveitar a ausência da general Armstrong . No entanto, as tropas invasoras Drachmanianas são facilmente obliteradas (trabalhando a favor de Kimblee) e retiraram-se. O plano de Amestris para retaliação depois desse evento é desconhecido.


Creta
Creta é um país no mundo de Fullmetal Alchemist, localizado a oeste do país, principal da série, Amestris .

No final do mangá e anime 2009 , Edward Elric se aventura para Creta e as nações para o oeste, a fim de aprender e trocar informações sobre alquimia . No filme Estrela Sagrada de Milos , os irmãos Elric visitam uma cidade ocupada por Amestrinos no território de Creta, chamado de Table City.

Creta é um Estado federal composto de várias nações reunidas sob um sindicato. O Governo Central tem mantido estreita vigilância sobre os assuntos dos Estados, permitindo um nível de autonomia para os líderes locais e para mantê-los como representantes das antigas tribos do Governo Central. Esta descentralização do poder tem sido uma marca de Creta e tem trazido muitos conflitos e problemas ao longo dos anos.

As tribos que compõem Creta são culturalmente diversas e são conhecidas por serem extremamente hostis umas para com as outras. Esta animosidade fez o Governo Central criar fronteiras controladas entre os territórios da tribo, a fim de manter o espaço físico e influente entre os governos locais, atuando como um escudo para evitar conflitos civis. Esses conflitos, no entanto, continuam a existir, mantendo-se o Governo Central em alerta permanente.

Creta foi fundada por volta do ano 900, quando o líder da tribo mais influente na região, chamado Cretua, decidiu unificar todas as tribos vizinhas sob um governo. Ele implementou uma dinastia hereditária de sua família, o que, eventualmente, fortificada e consolidada a união dessas tribos.

Creta engaja continuamente Amestris em disputas de fronteira, e uma grande quantidade de sangue foi derramado por ambos os lados em sua longa história como inimigos militares. Actualmente, a cidade Amestrina de Pendleton é o centro da guerra de fronteira mais recente, em que a negligência militar causou baixas maciças.


Xerxes
Xerxes era uma nação onde mais de um milhão de habitantes viviam em paz e prosperidade há centenas de anos. Atualmente, só é possível avaliar essa prosperidade por meio das ruínas, mas ela continua viva nas lendas dos países vizinhos.

Xerxes era uma nação que possuía um sistema de monarquia absoluta. O rei vivia em um templo e dominava a política comandando muitos nobres. Seu poder era absoluto e seu domínio sobre o povo era forte, mas como realizava um bom governo, possuía a confiança de seus súditos e o país alcançava uma grande prosperidade. Seu último rei ficou conhecido como um governante virtuoso.

As construções de Xerxes eram todas feitas de pedras e tijolos, sendo utilizado também o estuque. Possuíam uma alta tecnologia capaz de construir gigantescos templos em uma época em que ainda não existiam máquinas de construção. As janelas não eram envidraçadas para combater o clima quente e seco da região. Por isso, as vezes eram abertas e ventiladas.

A água utilizada no dia-a-dia era retirada de poços. As pessas de classe superior utilizavam xales. A vida era sustentada por produtos cultivados nas plantações dos subúrbios. A área urbana se desenvolvia em volta dos templos com cúpula e nos mercados o comércio era bem ativo.

Há centenas de anos, a alquimia de Xerxes já havia alcançado ótimos resultados. O rei protegia as pesquisas e os alquimistas possuíam uma posição social provilegiada. É possível verificar o espírito inovador de Xerxes ao levar em consideração que, na mesma época, a waidanshu de Xing ainda nem tinha um estudo estabelecido. em Xerxes também haviam recipientes de vidro, livros e um grande desenvolvimento da tecnologia e estudos dos fundamentos básicos da alquimia.


Xing
Xing ("estrela" em mandarim) é um imenso país localizado a leste das ruínas de Xerxes, é separado de seu aliado Amestris por um vasto deserto.

Xing é uma monarquia, cujo monarca é conhecido como imperador. A população parece ser composta por clãs hereditários e imigrantes. Estes clãs são 50 no total, e todos servem ao imperador de Xing, que, no auge de seu reinado, escolhe uma parceira de cada clã e gera príncipes e princesas, que devem ganhar o favor de seu pai para poderem sucedê-lo. Este método é usado para vincular e igualar os clãs, mas acaba por gerar uma enorme competição entre as famílias que desejam que seu príncipe/princesa herde o trono. O assassinato de herdeiros é comum. Em 1914, há 43 herdeiros (24 príncipes e 19 princesas), incluindo Ling Yao e May Chang, competindo selvagemente pelo trono de seu moribundo pai.

Fora o fato de haverem imensas montanhas e vales no local onde o clã Chang vive, pouco se sabe sobre o clima de Xing (embora este seja provavelmente similar ao da região chinesa no mundo real). O país é separado de Amestris por um vasto deserto, um perigoso mar de areia conhecido apenas por "Área Deserta", que é usado primariamente por mercadores xingueses. Existe uma passagem marítima por onde visitantes e imigrantes vão com o intuito de viajar de um país a outro, mas é necessário cruzar diversas outras nações no caminho, sendo que o caminho mais direto é pelo deserto, incluindo apenas a visita às ruínas de Xerxes. Existe um sistema mercante de tamanho e força consideráveis usado para exportar e importar literatura, armas e pessoas pela área deserta, legal ou ilegalmente.

No fim da série, o General de Brigada Roy Mustang faz um acordo com o Imperador Ling Yao para construir uma ferrovia de Ishval a Xing, inaugurando uma rota comercial.

Dos 50 clãs, apenas 3 foram apresentados na série: o clã Yao (ao qual Ling Yao, Lan Fan e Fu pertencem), que parece possuir certa riqueza e diversos assassinos; o clã Chang (ao qual May Chang e Chiao Mey pertencem), que parece ser um dos mais pobres da região, mas possui técnicas únicas e conhecimento sobre a waidanshu e; o clã Han, cujo único membro conhecido é o homem que guiou o alquimista federal Edward Elric pelas ruínas de Xerxes. O povo de Xing possui os cabelos e olhos negros e epicânticos.

A não ser pelos automails, a tecnologia de Xing parece estar apenas um pouco abaixo da de Amestris, sendo que o armamento militar do país parece se basear em rifles, bombas e canhões. As bombas mostradas na série são carregadas por Fu e Lan Fan e variam de bombas de luz a granadas de gás lacrimogênio e poderosos explosivos. No combate corpo-a-corpo, os guerreiros xingeses contam com as famosas artes marciais do país, sem contar suas variadas espadas, adagas e outras lâminas. As artes marciais usadas pelos guerreiros do país são únicas, contendo posições e acrobacias desconhecidas no oeste, estas artes também lhes proporciona a utilização de um sexto sentido, capaz de detectar a presença da energia vital de humanos, homúnculos e outros seres vivos.

Uma prática exclusiva de Xing é a Alkanhestria (Rentanjutsu), um tipo de alquimia alternativa voltada à medicina e a busca pelo "elixir da vida eterna". Esta "alquimia" utiliza-se do fluxo de ki - energia vital, que corre pelo interior do planeta até o topo de montanhas e se espalha pela terra como um grande rio - para realizar transmutações, inclusive à distância. Por causa deste conceito, a alquimistas de Xing são excelentes médicos, podendo transmitir ki pelo interior do corpo humano, curando enfermidades como doenças e ferimentos leves. 400 anos antes do início da série, as práticas que pavimentaram o caminho para a criação da Alkanhestria incluíam a ingestão de diversas substâncias no intuito de alcançar a imortalidade, sabe-se que três gerações de imperadores morreram por ingestão de mercúrio nesta época. Após certo tempo, o profeta do oeste - um homem de cabelos e olhos dourados vindo de Xerxes - foi resgatado por mercadores xingueses, e como retribuição ensinou os princípios da alquimia ao povo do país, que juntou os conhecimentos antigos aos novos, criando assim a Alkanhestria.

Alguns significados de simbolos:


Círculo de Transmutação de Roy Mustang: Abaixo o círculo de Roy Mustang, o Alquimista das Chamas.
Em cima temos o desenho de uma chama, no meio um triângulo com a ponta para cima que nada mais é que o símbolo alquímico do fogo e embaixo um bichinho que é um lagarto conhecido como Salamandra.
Também temos 2 triângulos virados para cima cortados que representam o Ar, comburente.
E 2 triângulos virados para baixo que representam a Terra, combustível
Quando os antigos usavam madeira e colocavam fogo, os pequenos lagartos que viviam dentro dela saiam por causa do calor e dava a impressão que elas estavam saindo do fogo, a partir disso se pensou que eles nasciam do fogo.
Esse também é o nome dado para os elementais do fogo.
Seu círculo de transmutação produz um gás altamente explosivo, controlado pelo usuário.A luva que Roy usa é uma luva especial que, ao ele estalar os dedos, causa uma faísca, que ativa o gás e causa as chamas/explosões.

Círculos de Transmutação de Kimbley:Outro círculo de transmutação interessante é o de Kimbley, na mão direita um circumponto que simboliza o sol e na esquerda a lua.
Além de Sol representa o Ouro e a Lua representa Prata.
Então Temos:
Mão Direita ⊙ ᐁ: Sol, Ouro e Triângulo para baixo que representa Água.
Mão Esquerda ☽ ᐃ: Lua, Prata e Triângulo para cima que representa Fogo.
Kimbley tem o poder de causar explosões, o que gera isso é contato das mãos que tem símbolos opostos em cada uma delas, isso faz ele poder causar instabilidade na energia e explosões no que quiser.

Círculo de Transmutação de Alphonse: O círculo de transmutação de Alphonse é composto por 2 círculos e 4 triângulos.
Os triângulos cortados e virados para baixo representam a terra, isso porque as transmutações de Al são feitas em elementos sólidos.
O corte feito pelo círculo interno não é levado em conta simplesmente por ser cortado pelo círculo mesmo.


Círculo de Alex Armstrong: Os círculos de Alex Armstrong são desenhados em duas manoplas de metal, dando socos ele já transmuta as coisas e dá outras formas a elas.

O círculo dele é a fusão de duas imagens, o que está escrito no centro é de uma imagem de Pedro de Abano (1250-1315) , que foi médico, astrólogo e filósofo.
Infelizmente eu não entendo hebraico e para piorar foi feito a mão, muita gente lia de ponta cabeça o que dava impressão de ter algo escrito com letras latinas, mas está errado, o símbolo muda um pouco no decorrer dos episódios.

O círculo é encontrado no Grimorium Secreto de Turiel, um livro de magia planetária, é o símbolo de Mercúrio, usado para evocar espíritos desse dia.

Ainda existem 3 símbolos no círculo de Armstrong, o de baixo é o símbolo de Mercúrio, o da direita Vênus e do da esquerda não identifiquei ainda, possivelmente alguma variação de algum símbolo planetário.




Ficha de personagem:

>Nome completo do personagem:
>Sexo:
>Idade atual:
>Data de nascimento(Lembrando que estamos no ano de 1914):
>Classe/Afiliação:
[  ]Homunculus
[  ]Alquimistas do estado
[  ]Outra afiliação(Pode ser qualquer uma,só coloquei estas de exemplo)
>País de origem:
>País atual:
>Título(Se for alquimista do estado):
Exemplos:Alquimista de aço,alquimista das chamas,alquimista rubro,etc...
>Técnicas de alquimia(Somente para Alquimistas):
>Círculos/ordens de transmutação(Deve especificar bem os significados dos círculos/ordens,além de seu funcionamento físico/cientifico, se possível):
>Pecado(Homunculus)(7 vagas:Greed,Pride,Wrath,Lust,Sloth,Gluttony e Envy):
>Poderes(Homunculus):
>Tipo sanguíneo:
>Arma(s)(Se tiver)(Armas criadas a partir de alquimia não são incluídas aqui):
>Descrição física(Podendo também ter/ser com uma imagem em spoiler):
>Descrição psicológica:
>Ideais:
>Objetivo principal:
>Amigos:
>Inimigos:
>Familiares:
>Parceiro/Grupo:
>Altura:
>Peso:
>Porte físico(Gordo,magro,esguio,baixo,alto):
>História:

Personagens feitos:

-N/A

E lembre-se:A culpa não é da alquimia,e sim das pessoas!



Última edição por Adrian-Chaos em 8/12/2015, 15:32, editado 1 vez(es)
avatar
Adrian-Chaos
Justiceiro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [INSCRIÇÕES]-Fullmetal Alchemist:Blessed Moon-

Mensagem por YumeChann em 7/12/2015, 22:03

>Nome: Ha Nyia Eirien
>Idade atual: 103 anos [aparência e vigor sempre de 19 anos]
>Data de nascimento: 01/01/1811 (Curiosamente...'nasceu' a meia noite e 1 minuto)

>Classe/Afiliação:
[X] Homunculus [Não sabe disso]
[X] Caçadora de recompensas
[X] Alquimista amadora

>País de origem: Não sabe.
>País atual: Xing

>Círculos/ordens de transmutação:
Círculo disforme vermelho que cobre toda a íris do olho. Dentro, se encontra a forma de uma estrela de oito pontas ao lado do símbolo de uma lua minguante.
Função: Nem ela sabe...sempre desmaia quando usa e quando acorda tudo num raio de 12 metros ao redor dela está em ruínas.

>Pecado: [Defeito] Seduction [Apesar que detesta ser assim, mas utiliza pra conseguir realizer certos trabalhos]
>Poderes:
Destruição
Podendo destruir tanto psicologicamente, olhando nos olhos das pessoas e provocando o terror ao mostrar os piores pesadelos e as piores coisas que poderiam existir, quanto fisicamente, ao usar seu círculo de transmutação.

Regeneração
Ela pode se regenerar sugando a saúde de outras pessoas, mas suas feridas passam para as outras pessoas. O contrário acontece quando ela tenta curar outras pessoas, as feridas passam para ela. De qualquer forma ela se regenera mais rápido que uma pessoa normal, e por isso não morre fácil.

>Tipo sanguíneo: O+
>Arma(s): Arco e flechas envenenadas, duas pistolas e duas  adagas.

>Descrição física:
Imagem:

As vezes usa uma capa vermelha vinho para se camuflar no meio da multidão.
>Descrição psicológica: Fria, calculista e pensativa na maior parte do tempo, não gosta muito de falar ou de estar no meio de muitos homens por causa do seu defeito, o único que nunca conseguiu se livrar em anos. Controla a própria mente para que não venha a cair em truques estranhos tais como a hipnose, assim como aconteceu várias vezes no começo de sua vida.
Tem androfobia, medo de homens, mas não deixa isso explícito pois não é um medo muito grande, só se houverem muitos homens ao seu redor.
Seus sentimentos estão praticamente extintos. Tristeza, amor, felicidade...esses ela nem sente mais.
Tem pesadelos constantemente, quase todas as vezes que dorme, por conta de seu passado e das coisas que ela já viu, mas não fica com medo deles a não ser que sejam os dos seus primeiros dias de vida.
Tem memória fotográfica então tudo o que ela já viu ela se lembra. Tudo mesmo.

>Ideais: Se você tentar me matar eu vou tentar te matar também. Se você me ajudar eu vou te ajudar.
>Objetivo principal: Se livrar de seu maior defeito, a sedução inconsciente e assim poder morrer em paz. Antes tinha o desejo de descobrir o que ela era mas ela já tem uma ideia do que é atualmente e não tem o desejo de saber quem lhe criou.

>Amigos: Não tem amigos, os outros podem até se considerar seus amigos, mas ela especialmente não tem.
>Inimigos: Qualquer um que tentar lhe matar.
>Familiares: Nenhum.
>Parceiro/Grupo: Ela não confia em ninguém e só ajuda alguém quando esse alguém a ajudou antes.

>Altura: 1.78 m
>Peso: 68 Kg
>Porte físico: Porte de uma garota de 19 anos. Magra. Alta. Corpo ampulheta.


Não sabe como nasceu ou de onde vem. No seu primeiro dia de vida ela se lembra de abrir os olhos e encontrar diversos homens na sua frente, todos com olhares estranhos para ela, lhe deixando muito assustada. Um único rapaz, bem magro e com cabelos vermelhos assim como os dela, foi quem tentou lhe defender, mas ele morreu espancado pelos outros. Nesse momento, ela soube o que era o desespero, mas ainda não sabia como lidar com ele.
Naquele dia, ela foi atacada pelos homens e só acordou dois dias depois no meio de um beco e toda ferida, não sabia o que havia lhe acontecido, só se sentia suja como o próprio lixo. Ela aprendeu o que é o medo e a tristeza, mas não queria senti-los nunca mais e assim trancou boa parte de seus sentimentos.
Ela viveu por 10 anos tentando descobrir o que era, porque todos olhavam estranho pra ela e porque sempre causava a mesma coisa nos homens, ou na maioria deles. Também havia uma marca estranha em suas costas, como uma tatuagem malfeita e pequena como uma tampinha de garrafa.
Também não entende porque não nasceu e cresceu como qualquer pessoa, mas ignorou o fato até os 12 anos quando estava perto de morrer de fome e sede e uma pessoa lhe ajudou, o mesmo rapaz que ela acreditava ter morrido no seu primeiro dia de vida. Ela ficou com medo, mas aceitou a ajuda e quando ela já estava boa ele simplesmente desapareceu.
Tem sido assim desde que ela se entende por gente, perseguida por Alquimistas e pelos Homunculus como um prêmio.
Enquanto isso tem trabalhado para as classes mais baixas e ao mesmo tempo as maiores, como pessoas corruptas envolvidas nas cortes e mercenários. Trabalhando como uma caçadora de recompensas, ela já viu de tudo, literalmente, durante seus 103 anos de vida.
Quando ela precisa, o rapaz de cabelos vermelhos surge novamente e lhe ajuda até se certificar que ela está bem, mas sempre desaparece no ar como se fosse apenas uma ilusão.
Atualmente se esconde na cidade de Xing e continua seu trabalho como caça recompensas, trabalho que lhe deu diversas riquezas que não pode usar por conta de sua perseguição e então dá boa parte do que recebe para pessoas que precisam. Seu último contrato feito, foi para assassinar alguém da cidade de Drachma, não sabe quem é nem o porque, mas o que sabe é que vai fazer isso não importando quem entre em seu caminho.


Última edição por YumeChann em 8/12/2015, 17:12, editado 3 vez(es)
avatar
YumeChann
Narrador


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [INSCRIÇÕES]-Fullmetal Alchemist:Blessed Moon-

Mensagem por Adrian-Chaos em 7/12/2015, 22:08

>Nome completo do personagem:Bloodye/Pride
>Idade atual:9 anos(aparencia)/+ de 20 anos
>Data de nascimento:Indefinida
>Classe/Afiliação:Homunculus renegado/Ex-Alquimista do estado/Alquimista mercenário
>País de origem:Amestris
>País atual:Xing
>Título:Ex-Alquimista sangrento
>Pecado:Pride
>Poderes:
-Controle do sangue-
Algo parecido com o controle das sombras do Pride de FMA, só que, ao invés da própria sombra, utiliza-se sangue.O poder torna-se mais forte a cada alma engolida pela pedra de Pride,que possui uma coloração de vermelho mais escura.

-Modo ceifeiro demoniaco-
Ao absorver muito sangue,sua aparencia muda de repente, ganhando uma grande foice e ganhando um controle total do sangue,podendo inclusive controlar o sangue de outros seres vivos.
Modo ceifeiro demoniaco:

>Tipo sanguíneo: O positivo
>Descrição física:
Aparencia:

>Descrição psicológica: Psicopata,sociopata,psicotico,mentalmente perturbado a ponto de perder o controle para um instinto assassino as vezes.Costuma ser bem calmo e educado com todos,inclusive com suas vitimas.
>Ideais:Continuar vivo,e procurar um ideal '-'
>Objetivo principal:Nenhum em específico
>Amigos:Nenhum
>Inimigos:Nenhum
>Familiares:Homunculus
>Parceiro/Grupo:Grupo 42 de exterminio
>Altura:1 metro e 15
>Peso: 31 quilos
>Porte físico:Porte físico de uma criança de 9 anos,baixa e magra.

Pride foi criado por Pai para ser o Homunculus mais forte,porém, ele acabou desenvolvendo vontade própria, e deduziu que deveria fugir dos outros Homunculus antes que descobrissem e removessem sua pedra.Ele costumava ser um alquimista do estado,mas foi banido por usar seus poderes ao invés da alquimia.Depois da descoberta de ele ser um Homunculus, ele decidiu abandonar a ordem dos alquimistas do estado e de Amestris o quanto antes, para impedir uma perseguição contra ele vinda do estado e dos Homunculus.Pride resolveu criar o grupo mercenário 42,junto a mais 3 pessoas:Um Homunculus criado por ele mesmo, uma Ishvaliana orfã e um nobre alquimista de Aerugo.Ele lidera o grupo que se localiza atualmente em Xing, onde foram contratados por um Xingles misterioso para assassinar um cidadão de Drachma.Os motivos e a pessoa também são misteriosos.
avatar
Adrian-Chaos
Justiceiro


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [INSCRIÇÕES]-Fullmetal Alchemist:Blessed Moon-

Mensagem por YumeChann em 8/12/2015, 18:46

>Nome:  Allen Hak /Wrath
>Sexo: Masculino
>Idade atual: 23 anos [Aparência e vigor sempre de 20]
>Data de nascimento: 31/12/1891

>Classe/Afiliação:
[X]Homunculus [Rejeitado]
[X]Alquimista [Amador]

>País de origem: Xerxes
>País atual: Xing

>Título: Alquimista do tempo [Ele mesmo se nomeou assim]
>Círculos/ordens de transmutação:
Circulo de dois metro de diâmetro com linhas arroxeadas. Os desenhos lembram um relógio antigo de parede.

Círculo:

Função: Ele pode parar as pessoas ao seu redor num raio de 50 metros. Não para o tempo, mas dá essa impressão. Apesar que existe um defeito nisso tudo. Ele não pode parar as pessoas por mais de 5 minutos e seu coração para durante o tempo que ele mantiver essa habilidade ativa.


>Pecado: Wrath

>Tipo sanguíneo: AB+
>Arma(s): Pistola simples e qualquer coisa pontuda que ele possa atirar, sendo facas, adagas, espadas, espetos ou seja lá o que for.

>Descrição física:
Aparência:
Roupa completa


Rosto
>Descrição psicológica:
Um tipo de masoquista e sadista que adora lutar e ver lutas, principalmente corpo a corpo, mas não o tempo todo. Adora uma boa conversa. Graças a seu pecado, ele constantemente perde o controle e se ira, mas está procurando controlar sua mente e seus pensamentos. Para ajudar nisso ele toma morfina.
Tem pesadelos com a morte, os quais sempre são de forma extremamente traumatizante. Tem medo de morrer sem cumprir seu maior objetivo.
É muito temperamental e sentimentalista então qualquer coisa que disserem para ele pode deixá-lo feliz e no segundo seguinte pode fazer com que ele queira te matar.
Adora fazer amizades, mas todos tem medo de seus olhos. É uma pessoa divertida e fácil de se conviver se você ignorar seus momentos de ira.
Apesar de seu jeito estranho e quase bipolar, ele sonha em encontrar alguém que conseguiria conviver com ele e ajudá-lo a mudar a si mesmo.
Acredite ou não, ele é romântico e ao mesmo tempo depressivo.
Detesta ser quem e como é.
Tem o metabolismo rápido então come de 15 em 15 minutos.
Sempre chora quando mata alguém, mesmo que esteja com um sorriso no rosto. Pode acabar chorando em qualquer momento sem nem mesmo estar com vontade por simplesmente perceber a personalidade que tem.

>Ideais: Se manter vivo até cumprir pelo menos um de seus objetivos.
>Objetivo principal: Ser uma pessoa normal e encontrar alguém para compartilhar sua vida.

>Amigos: Um gato preto de rua com olhos amarelos.
>Inimigos: Homunculus
>Familiares: Homunculus
>Parceiro/Grupo: Ninguém.

>Altura: 1.83m
>Peso: 75Kg
>Porte físico: Magro e alto.

>História:

Nasceu em uma pequena comunidade subterrânea como um membro dos Homunculus, porém, seus defeitos físicos, como a cor preta no fundo dos olhos e o cabelo branco além de sua magreza extrema, o levaram a se rejeitado pelo seu criador.
Ser rejeitado logo nos primeiros meses de vida o levaram a tomar ódio dos Homunculus e assim ele definiu seu primeiro objetivo na vida. Ser uma pessoa normal, mesmo que isso seja impossível já que ele possui a marca que seu criador deixou acima do ombro esquerdo do tamanho da palma de sua mão.
Depois de ser desgarrado, ele conseguiu desenvolver sua própria vontade e passou a estudar os sentimentos humanos e como conviver com eles, mas toda vez que tentava falar com algum, eles fugiam com medo de seus olhos.
Ao observar alguns Alquimistas de estado de forma furtiva, habilidade que desenvolveu depois de ter que roubar para viver, ele aprendeu a fazer um círculo de transmutação, o que poderia ser impossível para ele se tornou algo que lhe ajudou.
Com o passar do tempo, Allen se transformou numa pessoa completamente diferente, deixando de ter sua natureza inocente para se tornar um tipo de masoquista e sadista que adora ver lutas e participar delas. Provavelmente é assim que seus momentos de ira ficaram mais constantes.
Com o passar dos anos ele acabou sendo perseguido pela polícia por diversos assassinatos que cometeu no meio de suas diversas "brincadeiras de lutinhas" com outras pessoas. Ou mesmo por envenenamento de pessoas importantes por sua simples diversão.
Desde que se lembra, tem tido pesadelos com o dia em que ele vai morrer e por não ter ninguém ele se tornou quem é.
Um dia ao voltar com seu hobby de observar humanos ele pensou consigo mesmo, que deveria ter um alguém para dividir o que ele sentia, que deveria existir mais alguém como ele e que ele poderia encontrar em algum momento, mesmo isso sendo praticamente impossível.
avatar
YumeChann
Narrador


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [INSCRIÇÕES]-Fullmetal Alchemist:Blessed Moon-

Mensagem por YumeChann em 14/12/2015, 03:40

Depois eu termino.

Ficha:
>Nome: Eung Jo [Pronuncia Un Jyo]
>Sexo: Masculino
>Idade atual: 23 anos
>Data de nascimento: 31/12/1891 [Curiosamente nascido ás 23:59 hrs]

>Classe/Afiliação:
[ ] Homunculus
[ ] Caçadora de recompensas
[X] Alquimista de estado

>País de origem: Amestris
>País atual: Xing

>Título: Alquimista Pesadelo
>Técnicas de alquimia:
>Círculos/ordens de transmutação:



>Tipo sanguíneo: A+
>Arma(s):

>Descrição física:
IMAGEM:
>Descrição psicológica: Sério e quase sempre frio. Sorri uma ou outra vez, mas é geralmente com crianças.

>Ideais:
>Objetivo principal: Salvar a vida de sua "irmã"

>Amigos:
>Inimigos:
>Familiares:
>Parceiro/Grupo:

>Altura:
>Peso:
>Porte físico:



Would it be ok? If I took your breath away...
Kei Kobayashi

avatar
YumeChann
Narrador


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [INSCRIÇÕES]-Fullmetal Alchemist:Blessed Moon-

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum